Image module

AVENIDA GALLART I MONÉS
El Prat de Llobregat, 1999

A ideia formal surge da interpretação dos vestígios que o homem vai deixando involuntariamente no centro, formas e objetos quase aleatórios, muitas vezes surpreendentes e fascinantes, como descreve o paisagista francês Gilles Clément em seu livro “Traitée suscita de la arte involontaire”. Este local era conhecido pela população do El Prat como “la zonilla”, lugar de caminhar, de encontro, bares restaurantes, locais noturnos e pessoas, muitas pessoas de todas as idades. Foi pretendido construir três pequenas áreas diferenciadas, com três pavimentos provenientes da reciclagem: em um “virou-se” o contêiner de vidro, triturou-se em pequenas partes e fixou-se com resina. Dado seus 2-3cm de espessura, se conseguiu um pavimento com profundidade. O outro ficou com restos de obra de fábrica provenientes da demolição do anfiteatro que havia ao lado e posteriormente fixado com resina. E finalmente, a borracha de pneus triturados e fixada com resina deu lugar ao pavimento macio para jogos infantis. Assim, a ideia original é a de reciclar tudo aquilo que a sociedade não sabe onde colocar dando lugar a espaços que suportam diferentes atividades para que a sociedade possa usufruir. A metáfora final é a de conseguir um espaço público com materiais que vão para o lixão.

Cliente
PRONOBA,SA
Prefeitura de El Prat de Llobregat

Construtor
Feu, SA

Área / Valor
0,5 Ha / 458.000 €

Associados
Miquel Rodríguez, arquiteto/ Silvia Gil, arquiteta
Jansana, de la Villa, de Paauw Arquitectes

Equipe
Imma Jansana, arquiteta; Conchita de la Villa, arquiteta; Robert de Paauw, arquiteto; Fernando Benedicto, arquiteto técnico

Fotografies
Lourdes Jansana