Image module

PROJETO URBANÍSTICO E PAISAGÍSTICO DE REQUALIFICAÇÃO DO PARQUE LAGOAS DO NORTE
Teresina-PI, BR, 2013-2019

O projeto urbanístico e paisagístico do parque, inserido na Requalificação Urbana e Ambiental e Plano de Reassentamento, parte do Programa Lagoas do Norte (PLN), impacta a região localizada na zona norte da cidade, abrangendo 13 bairros e aproximadamente 92 mil habitantes, pouco mais que 10% da população da capital piauiense.
A Região Lagoas do Norte configura-se como planície flúvio-lacustre, compreendida entre os rios Parnaíba, Poti e um conjunto de lagoas naturais que no passado já foram até 34 lagoas, formadas pelos canais do rio Parnaíba, atualmente restam 12 lagoas com dimensões e profundidades variadas que deverão ser objeto de intervenções futuras. O escopo trabalhado pela JDVDP foram 8 dessas lagoas e um canal, a nível de masterplan, projetos básicos e executivos.
Os projetos básicos e executivos que foram surgindo em função da execução do masterplan de Requalificação do Parque Lagoas do Norte, atenderam às necessidades que apareceram como parte da metodologia do planejamento estratégico e da mudança de escala; e ao mesmo tempo, tornaram-se os documentos que materializam as intenções de projeto, convertendo-as em elementos arquitetônicos, urbanísticos e paisagísticos, que podem ser estruturados em três eixos de intervenção para facilitar o entendimento das respostas dadas aos desafios colocados, são eles:
CONEXÕES (MOBILIDADE): Como alternativa aos caminhos no dia a dia do bairro, foi estabelecida uma rede de passeios arborizados, batizados como corredores de sombra, que articulam as praças e equipamentos espalhados no parque à malha viária existente, ciclovias, trilhas ecológicas, vias de costura associadas a estacionamentos no perímetro do parque, articuladas com as vias existentes na busca da sua integração com o parque.
NOVOS LUGARES (EQUIPAMENTOS E ESPAÇOS DE ENCONTRO): A recuperação e implantação de áreas verdes como espaços de contemplação e lazer, são parte das diretrizes principais do projeto urbanístico e paisagístico, e no mesmo sistema de espaços de encontro, foram incorporadas as praças (ou janelas urbanísticas) e equipamentos de caráter esportivo, educativo ou de lazer. Vários equipamentos foram implantados como centros administrativos, playgrounds, quadras de esportes, área para prática de Le Parkour, quiosques, academias ao ar livre, espaços de convivência e contemplação providos de mobiliário adequado, mirante, escola de tempo integral, pista de skate, praça do encontro dos rios Parnaíba e Poti associada a uma área de eventos de escala municipal denominada Polo Cultural Encontro dos Rios.
INTEGRAÇÃO À PAISAGEM (VEGETAÇÃO, CAMINHOS DA ÁGUA E VALORES PAISAGÍSTICOS) O projeto de paisagismo tem como base a recomposição da vegetação nativa que existe na área interna e nas margens da lagoa. Esta recomposição se baseia na recuperação da mata de galeria e ciliar, inserindo espécies arbóreas nativas e arbustivas de áreas inundáveis e não inundáveis. As espécies utilizadas são divididas em três categorias: espécies “estruturadoras”, espécies de “floração atrativa” e espécies de “diversidade”.

Cliente
Prefeitura Municipal de Teresina – PI
Banco Mundial – BIRD

Área / Valor
173,5 Ha / US$ 176.000.000

Associados
MPB Engenharia – Consórcio Teresina Sustentável

Equipe
María Fernanda Arias Godoy, Gabriela Barbosa Amorim, Martha Hinter dos Santos, Guilherme Filocomo, Filipe Faria, Luiz Seo, Marcia Endrighi, Carme Machí, Ana Cristina Takeda, Luis Nishi, Katia Holz, Raquel Araruna, Bruno Zopolato, Gabriela Franco, Luiza Amoroso, Melissa Ramos, Ana Laura Kawazoe, Vinicius Andrade, Imma Jansana, Conchita de la Villa, Robert de Paauw

Fotos
Daniel Sombra, Prefeitura Municipal de Teresina, Jose Ailson Nascimento